sábado, dezembro 27, 2014

NARITA #414

Com o ano de 2014 a chegar ao seu final, esta semana deixámos a tripulação escolher a lista de passageiros! A bordo estiveram aqueles que neste ano nos fizeram companhia e que a equipa de Narita mais gostou de receber na cabine.

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Ryota Mikami - Pool Party
02. Boris - Melody
03. Mus.Hiba - Slow Snow
04. Emerald Four - Love labyrinth
05. Yuki Murata - Star
06. Mono - The Land Between Tides/ Glory
07. Junya Nishimura - Sea
08. Piana - In Silence
09. Vampilia - Endless Summer (Feat. Tujiko Noriko)

sábado, dezembro 13, 2014

NARITA #412

Com a azáfama do Natal à porta e muitos passageiros a voarem de um lado para o outro, procurámos trazer alguma paz nesta viagem e, para tal, enchemos a cabine com sons tranquilos e algum jazz.

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

Alinhamento:
01. Marika Takeuchi - Snowflake
02. Ayako Hosokawa - Bridge Over Troubled Water
03. Masayasu Tzboguchi - Water Moon
04. Isao Suzuki Quartet - Aqua Marine
05. Chizuko Yoshihiro - Tell Me A Bedtime Story
06. The Saboten - Five Piano Pieces ~ 1 : Andante
07. Bingo Miki & Inner Galaxy Orchestra - Sibelius Testament
09. Masaru Imada & George Mraz - Alone Together

sábado, novembro 15, 2014

NARITA #408

Com o aproximar do final do ano, começam já a compor-se as listas de melhores do ano. Com esse intuito, a equipa de bordo de Narita convidou para esta viagem alguns dos passageiros que se juntaram à lista de passageiros frequentes da nossa companhia durante os últimos meses. Passámos os olhos e os ouvidos por algumas das edições deste ano de 2014.

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Alice In Alice – Cold Barrett

Começámos o embarque pelos grupos mais volumosos e os seus passos de dança. As armas não são permitidas a bordo, mas as que as Alice In Alice trouxeram são apenas adereços que usaram no vídeo de Cold Barret, o seu single de estreia e mote para a descolagem deste voo. Continuámos a fazer entrar na cabine grupos – e os passageiros seguintes também vieram em grupo: um trio, vindo de Nagoya que neste ano já tem uma boa conta de singles editados. O último, levado à letra, é a razão do sorriso das muitas fãs dos Sonar Pocket e foi também o seu cartão de embarque neste passeio pelas edições nipónicas de 2014.

02. Sonar Pocket - Egao No Riyuu
03. Namie Amuro – Brighter Day

A rainha da música pop japonesa conseguiu um bilhete de última hora com o lançamento durante esta semana de mais um single na sua já extensa carreira. Brighter Day trouxe de volta Namie Amuro, a menina que ouvíamos há quase vinte anos e que se sentou nesta viagem num registo mais R’n’B.
Quem também regressou recentemente aos discos foram os The Pillows. Quase a chegar às duas dezenas de álbuns, foi com o décimo nono da sua carreira que seguimos nesta viagem, subindo de altitude com o impulso de Moon Dust.

04. The Pillows – Moon Dust
05. Creep Hype – Radio

Mais uma novidade já deste mês de Novembro, numa edição muito especial. Radio pôde ser escutado nesta viagem, mas também podem encontrar este tema em “百八円の恋”, o single que os Creep Hype acabam de editar, em antecipação do álbum prometido para o próximo mês de Dezembro. Reservámos toda uma fila para este quarteto e outra para o quarteto que se seguiu e que, curiosamente, adquiriu direito de embarque no mesmo dia. Numa ligação directa entre Tóquio e Londres, pelo menos no que diz respeito à vertente sonora, os Go! Go! Vanillas viajaram connosco para mostrar que são mais do que apenas uma banda de rock’n’roll. "Magic Number" é a estreia em álbuns da banda, depois de alguns singles. Um pouco atrasados na hora, mas, mesmo assim, com todo o sentido, trouxeram a esta viagem a sua visão do crepúsculo, audível em トワイライト.

06. Go! Go! Vanillas - トワイライト
07. Yuiko – Cling

Yuiko habituou-nos, nos últimos anos, a edições cuidadas e com belas ilustrações. Em 2014 já nos mostrou bonitas imagens por duas vezes e foi do disco recentemente editado, “From Garden”, que colhemos os sons desta viagem. Numa difícil luta de tentativa e erro, o caminho foi sendo construído até que, no final de Outubro, pudemos finalmente ouvir temas como Cling.
Cerca de uma semana antes da edição do disco de Yuiko, chegou às lojas no Japão outro produto fruto de muito esforço. Foram precisos cinco meses de gravações para que os Ogre You Asshole conseguissem registar os temas de “Papercraft”, mas agora a banda de Suwa, região industrial de Nagano, prepara-se para gastar bem mais tempo a apresentar os temas deste disco a todo o país. No momento em que começámos a descer para a aterragem desta viagem, deixámos os passageiros desta viagem aproveitarem alguns momentos de sono e de sonhos com Someone’s Dream.

08. Ogre You Asshole - Someone's Dream
09. Sakanaction - ミュージック (Cornelius Remix)

O disco pode ser do ano transacto, mas continuam a nascer frutos do álbum epónimo dos Sakanaction. Desta vez, foi o génio de Cornelius a dar a volta a ミュージック, uma remistura com data de edição bem recente, permitindo à banda de Sapporo uma pequena batota para se incluir nesta viagem pela música do Japão em 2014.
Com o final deste percurso a aproximar-se, escolhemos para os últimos minutos os etéreos e quase celestiais acordes de Torn, convite para conhecer o segundo disco de Ferri, “∞” e ainda de Zero, novíssimo tema dos Vamps. Voltamos a embarcar para a semana, Sábado, depois das 21h, com mais música japonesa para acompanhar uma hora de viagem. Até lá, nós por cá e por lá, no Japão, despedimo-nos, esperando que a viagem desta semana tenha sido do vosso agrado.

10. Ferri - Torn
11. Vamps - Zero

sábado, novembro 01, 2014

NARITA #406

Com a entrada numa nova grelha de programas, os passageiros de Narita podem ficar descansados pois as ligações ao Japão continuam a ser asseguradas todas as semanas, aos Sábados às 21h. Para começar o mês de Novembro, a viagem fez-se maioritariamente com guitarras, baixo e bateria: passageiros escolhidos a dedo, quase todos vindos das melhores bandas do indie rock japonês!

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Lodge - センチメンタリズム
02. Prambath - Can You...?
03. Jungles - Rock'n'roll Party
04. 9 Days Wonderv - Migrant, The Birds Flies On The Passengers
05. Windmilk - Fears
06. Midori - 声を聞きたいのですが、聞こえないのです
07. Nostar Opus - A Bac Dec. De Encore
08. Nostar Opus - Come Home Asa Branca
09. Texas Pandaa - A Single Teardrop
10. Molice - Smeared Clear
11. Midori - 獄衣deサンバ
12. Jungles - Last Song

sábado, outubro 25, 2014

NARITA #405

Esta semana, a cabine de voo foi reservada para uma viagem não só no espaço, até ao Japão, mas também no tempo! Recuámos algumas décadas e visitámos os incríveis anos 50 do século passado.

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Yukiko Nomura - Obako Madorosu

O início do século XX pautou-se por duas intensas guerras mundiais, em que o Japão não ficou de fora. Da Segunda Grande Guerra, encerrada com a rendição do Japão em 1945, resultou um país ocupado pelas forças aliadas, com cenários de destruição profunda e imensas mudanças a acontecer em termos sociais e económicos. O final dos anos 40 viu o império japonês dissolver-se, abrindo portas à democracia, numa sociedade em que a presença americana era vista ainda num misto de ocupante e aliada.
Enquanto a reconstrução prosseguia, a vida cultural no Japão também se ia refazendo. A televisão, o cinema e a música enchiam olhos e ouvidos dos japoneses ao chegar a década de 50 – e, por isso, muitos dos passageiros que resgatámos no tempo, eram não só músicos mas também actores, como, por exemplo, a actriz Meiko Nakamura. Na década de 50, o transporte colectivo era feito essencialmente por via ferroviária, mas começou a intensificar-se o uso do autocarro, como aquele em que Meiko Nakamura nos convidou a entrar - Inaka no Basu.

02. Meiko Nakamura - Inaka no Basu
03. Izumi Yukimura – Aoi Canariya


Não só a língua mas outros costumes da cultura americana se foram intrometendo na cultura e sociedade japonesa dos anos 50. Para alguns, a integração destes elementos estrangeiros não era vista com bons olhos, por colidir com aspectos mais tradicionais da cultura nipónica. Terá sido por isso que, por exemplo, o hula hoop foi banido no Japão – não seria digno ver as veneradas senhoras japonesas abanar as ancas com o aro que divertia populações por todo o mundo. Mesmo assim, era possível encontrar quem conseguisse subverter esta proscrição e, assim, juntasse o melhor do mundo ocidental e oriental.
Em termos musicais, a mescla de civilizações também se fazia sentir, por exemplo, no uso da língua inglesa em canções ou na inspiração em temas compostos na língua de Shakespeare. Banana Boat foi a versão que Michiko Hamamura fez do original jamaicano e que lhe valeu a alcunha colada ao nome da música. A filha do calypso entrou nesta viagem com ritmos caribenhos e sotaque nipónico.

04. Michiko Hamamura – Banana Boat
05. Fumiyo Fujimoto - Yume Miru Otome
06. Shirou Sone - Wakai Omawarisan

Também no género masculino, os anos 50 conheceram muitos actores com carreira na música. Esta semana contámos com passageiros com uma carreira extensa quer num quer noutro meio: embarcámos Shirou Sone, que ficou famoso, entre outros, pelo filme cujo tema título ouvimos - Wakai omawarisan, a história de um jovem polícia.
Também Shinji Yamada se dividiu entre a tela e o palco, mas em comum com Shirou Sone teve também o facto de ter participado em Kōhaku Uta Gassen, o tradicional programa televisivo japonês em que os músicos se enfrentam em equipas vermelhas femininas e brancas masculinas. A primeira vez que os japoneses puderam começar o ano com estas batalhas musicais foi exactamente na década de 50, mais concretamente em 3 de Janeiro de 1951, na altura apenas por emissão radiofónica. O programa ganhou popularidade e transpôs-se também para a TV, onde ainda hoje persiste, sendo já tradição da passagem de ano. Por ele passaram imensos nomes da música japonesa, entre as grandes estrelas de cada ano. Em 1959, Shinji Yamada fez a sua passagem de ano neste programa, mas a vencedora foi a equipa vermelha. Recebemo-lo por entre a névoa que cai sobre a cidade melancólica.

07. Shinji Yamada - Aishuu No Machi Ni Kiri Ga Furu
08. Kouji Tsuruta - Suki Datta
09. Frank Nagai - Yogiri no Daini Kokudou


O tom grave inesquecível de Frank Nagai entrou um pouco de surpresa nesta viagem, na altura certa para definir o tom de aproximação à pista. Nascido na cidade de Matsuyama (uma cidade que entretanto foi englobada na metrópole maior de Ōsaki), Kiyoto Nagai cedo empreendeu uma carreira no mundo do espectáculo, começando pela música. No entanto, à semelhança de muitos dos artistas da sua geração, também experimentou o cinema. Foi exactamente com o tema que interpretava em Yūrakuchō de Aimashō, filme estreado em 1958, que o acompanhámos ao lugar, neste embarque duplo de um dos nomes mais queridos dos japoneses nos anos 50.

10. Frank Nagai - Yūrakuchō de Aimashō
11. Hiroshi Wada to Mahinastars - Nakanaide
12. Kazuko Matsuo, Hiroshi Wada to Mahinastars - Dare Yori Mo Kimi o Aisu

A voz descobriu-a Frank Nagai, mas não foi ele quem acompanhou Kazuko Matsuo nesta viagem. A banda de inspiração havaiana de Hiroshi Wada proporcionou a companhia perfeita para estes últimos minutos em que nos aproximávamos da pista de aterragem e do regresso ao presente. Ainda com mais alguns momentos nos anos 50, regressámos à passagem de ano de 1959, para ouvirmos a dançarina que Koichi Miura interpretou pela equipa branca no Kōhaku Uta Gassen que fechava os anos 50. Esperamos que este regresso ao passado tenha sido do vosso agrado. Prometemos regressar na próxima semana, Sábado, depois das 21h, para estrear uma nova grelha de programas na Rádio Universidade de Coimbra. Até lá, nós por cá e por lá, no Japão, despedimo-nos, esperando voltar a ver-vos a bordo em breve!

13. Kouichi Miura - Odoriko
14. Kouichi Miura - Rakuyou Shigure

sábado, outubro 11, 2014

NARITA #403

Com três distintos e distinguidos passageiros a bordo, a viagem desta semana fez-se em ambiente especial. Celebrando a atribuição do Prémio Nobel da Física a três investigadores de origem japonesa, experimentámos com a luz e embarcámos uma lista de passageiros todos eles luminosos!

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. The Penelopes - Light And Shade
02. Art School - Hikari No Nai Heya
03. Nujabes - Hikari
04. Chihiro - Tentacle Of Light Track Metalob
05. Hisato Higuchi - Hikari No Obake
06. Skrew Kid - Shadow Of Light
07. Tujiko Noriko - Wasurenai Hikari
08. Tokyo Ska Paradise Orchestra - Hikari
09. Ovum - Reflection
10. Globe - Lights Out
11. Guitar Wolf - Moonlight Boy

NARITA #403 by Ogata Tetsuo on Mixcloud


sábado, outubro 04, 2014

NARITA #402

Outubro começa e os voos em direcção à música japonesa prosseguem na antena da Rádio Universidade de Coimbra. Munidos maioritariamente de discos de vinil em formato sete polegadas, os passageiros desta semana trouxeram até à nossa audio-aeronave delícias musicais para quase todos os gostos.

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Yuiko - Calm The Wind
02. Sawako - Radio Stone
03. PWRFL Power - Jacket Song
04. Na + Junko - Junko's Opening Theme / Cherry Blossom
05. Photo Jenny - Rainbow Dolly
06. Frenesi - Au Citron
07. Metro - Paradise Lost
08. Tenniscoats with Undora - まよっちゃか
09. Wool Strings - Viridian Steps
10. Marconi - Controller
11. Color Filter - A Windy Day, Under The Tree
12. Anna Yamada - 予感

sábado, setembro 27, 2014

NARITA #401

Apesar de a aeronave ter uma operação de manutenção marcada para este Sábado, não deixámos de levantar voo! Activámos o piloto automático e percorremos territórios diversos da música japonesa, em mais uma hora de descobertas.

01. Vapour Trail - Thorn
02. Otaria's Bloc(k) - Alexander
03. Los Wakamonos - Life In Vain
04. NaNa - Acacia
05. Ajisaikippu-de - Subarashii Hibi
06. Moose Hill - Desert House
07. Boom Boom Satellites - On The Painted Desert
08. 46° Halo - Clock
09. Muffin - Forest
10. Lem - Story Of Surf For Young People

terça-feira, setembro 23, 2014

Kiwi & the PapayaMangoes em Cascais

A Embaixada do Japão tem o prazer de informar sobre a vinda a Portugal do grupo Kiwi & the PapayaMangoes, no próximo dia 26 de Setembro (sexta-feira) às 21h30, no Centro Cultural de Cascais com entrada livre.

Grupo japonês que apresenta a música e o canto com diversas influências de várias partes do mundo - Ásia, África, Brasil - assim como a música tradicional japonesa, mas sempre com um novo “rosto, ritmos e sonoridades”! Apresentação de música tradicional japonesa com mistura do forró brasileiro ou o reggae, num colectivo que se inspira igualmente nos estilos urbanos ocidentais, do hip hop e dub, do jazz ao rock.



A banda tem vindo a actuar em vários países fora do Japão em Festivais de World Music como por exemplo: Festival AZGO, em Moçambique / Festival Glatt und Verkehrt, na Áustria / Festival de World Music de Ulsan, na Coreia do Sul / Festival de Música Zao-di, em Taiwan / Festival Sukiyaki Meets the World e o Rock Fuji, no Japão.

Os Kiwi & the PapayaMangoes já estiveram em Portugal onde actuaram na Casa da Música, na Festa do Japão em Lisboa, e nas Festas da Cidade de Abrantes.

O concerto é organizado pela Embaixada do Japão, Câmara Municipal de Cascais e Fundação D. Luis I.

sábado, setembro 20, 2014

NARITA #400

Pelo hemisfério Norte, os dias começam a encurtar cada vez mais, sinal de regresso ao trabalho e às aulas. Em conformidade, a equipa de bordo transformou esta semana a cabine em veículo escolar e convidou para um passeio até aos bancos de escola, com certeza de chegar antes do toque de entrada e sem falta de material.

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

No início desta viagem, como no de qualquer ano lectivo, quisemos estabelecer algumas regras. Nesta aeronave não são tolerados atrasos, mau comportamento ou plágio; no entanto, cópias ou adaptações autorizadas são bem vindas e foi exactamente com uma que iniciámos esta viagem. O original pertence aos Yellow Magic Orchestra, de quem os School Food Punishment parecem ter sido bons alunos: descolagem ao som de 君に、胸キュン。-浮気なヴァカンス-.

01. School Food Punishment - 君に、胸キュン。-浮気なヴァカンス-

Já no ar, era tempo de ganhar altitude e aproveitar a nossa cabine transformada em centro educacional. Continuámos a embarcar passageiros provenientes de um país em que a taxa de literacia ronda os 99%, pelo que não houve problemas na leitura dos cartões de embarque. Passageiros frequentes com múltiplas viagens garantidas pelas suas duas décadas de carreira, sentaram-se os Cali≠Gari, que nos pintaram uma School Scene digna dos melhores colégios de Ibaraki.

02. Cali≠Gari – School Scene
03. Mummy The Peepshow – School Girl Pop

Parece ser algo em mudança no sistema educativo japonês, mas o facto é que muitos dos colégios privados do país ainda funcionam em regime de ensino separado, ou seja, havendo turmas apenas de rapazes e outras apenas de raparigas. Pelo contrário, nas salas e pátios das escolas públicas a mistura entre os dois géneros é regra geral. Tínhamos acabado de embarcar o garage noise punk das meninas Mummy The Peepshow, pelo que os passageiros seguintes representaram os alunos do sexo masculino: e foi exactamente a um colégio britânico apenas para rapazes que os Abingdon Boys School foram buscar o nome. Apresentaram-se nesta viagem como bons alunos, mesmo que We Are, o tema que traziam na bagagem, distraia muitos outros alunos quando escutado como genérico do jogo de vídeo Sengoku Basara.

04. Abingdon Boys School – We Are
05. The Back Horn - ブランクページ

Para muitos alunos, a melhor parte de regressar à escola é a estreia do material escolar novo. Os The Back Horn providenciaram essas páginas em branco mas, quando a viagem já ia quase a meio, foi altura de começarmos a preenchê-las. Temida por muitos mas adorada por alguns, a matemática não assusta de todo passageiro que se seguiu: números e equações debitadas por Effe, autênticos polinómios de música electrónica, numa espécie de introdução à Algebra.

06. Effe – Algebra
07. Polysics – Number Zero

Dos números às letras é um pequeno salto – e nesta viagem não quisemos que a vossa educação ficasse a meio. Passámos pois à parte da leitura, ou melhor, da declamação. Prontas a rimar estavam as Lyrical School, um grupo de hip-hop no feminino que tentou ensinar uma ou duas coisas aos ouvintes de Narita.

08. Lyrical School – リボンをきゅっと
09. Tricot – Fleming

Uma aula quase complete, a que as Tricot deram: não só aprendemos lavores como ainda o fizemos com os olhos postos em Alexander Fleming, descobridor da lisozima e da penicilina, ao som do math rock vindo de Quioto. Uma aula polivalente, que nos aproximou da pista de aterragem – começámos a baixar de altitude, mesmo continuando as batidas por minuto aceleradas. Os Dreams Come True, ou, como os fãs lhes chamam, Dorikamu, há muito deixaram os bancos de escola mas isso não os impediu de cantar a sua despedida a essa fase da vida.

10. Dreams Come True - Good Bye My School Days
11. Lullatone - Falling Asleep With A Book On Your Chest

Adormecer com um livro sobre o peito acontece a muitos e, fora do ambiente escolar, pode ser bastante agradável. Mesmo que esta tenha sido a inspiração para os Lullatone, esperamos que aos nossos passageiros em idade lectiva tal não ocorra dentro da sala de aula. Entretanto, o toque de saída estava quase a fazer-se ouvir na cabine e, por isso, pedimos que fechassem os vossos cadernos e livros e se preparassem para a aterragem. A hora de chegada foi próxima da prevista, não havendo necessidade de prolongamento lectivo. Voltamos a embarcar na próxima semana, Sábado, às 21h. Até lá, nós por cá e por lá, no Japão, despedimo-nos, esperando que tenham gostado desta viagem educativa. Tempo de aproveitar o tempo fora da escola, como o fez a banda de Susumu Hirasawa – foram os Shun quem nos acompanhou na aproximação à pista, com o muito adequado After School.

12. Shun – After School

Para não se esquecerem da aula de hoje fica aqui a revisão da matéria dada:

Cloudcasts by Ogata Tetsuo on Mixcloud

quarta-feira, setembro 10, 2014

KUFUKI em Lisboa e no Porto

Pela primeira vez na Europa – depois de granjearem recomendações na imprensa um pouco por todo o mundo e de verem os seus temas remisturados por Astral Social Club ou Anla Courtis -, os KUFUKI apresentam-se no Musicbox (Lisboa), a 17 de Setembro, e no Passos Manuel (Porto), no dia seguinte a 18 de Setembro.

Os KUFUKI são uma espécie de samurais do século XXI, mas ao invés de erguerem lutas com sabres, dão preferência à bipolaridade, às atmosferas e aos sintetizadores naquilo que criam. Vêm de Tóquio, a maior metrópole do mundo, e não partilham muitas semelhanças com os guerreiros Bushido.

Ainda assim, o “caminho do guerreiro” dos KUFUKI também existe. Faz-se de sabedoria e mestria. Prova disso é o vício que o seu disco de estreia homónimo (2012, via Wonderyou) nos deixa. São canções quentes, que se colam a uma pele já transpirada pelo ritmo: preparem-se para levitar, dançar e para entrar numa outra dimensão.

Se ainda não os conhecem não percam a oportunidade de ver os KUFUKI, para vos adoçar o apetite fica o video retirado do album homónimo lançado em 2012.




sábado, setembro 06, 2014

NARITA #398

Atravessámos já mais de metade do ano, mas as novidades discográficas no Japão não param de surgir. Para não perdermos o rumo, esta semana convidámos a subir a bordo alguns dos passageiros que mais nos têm dado música em 2014, com a peculiaridade de o fazerem sem exigirem dinheiro em troca. Embarque de um manifesto de bordo feito de lista de novidades musicais de 2014 em formato download gratuito.

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. ラブリーサマーちゃん と 芳川よしの - はじめまして

Início de viagem em Tóquio, pois foi por lá que encontrámos os primeiros passageiros. Lovely Summer Chan abriu a porta do quarto para nos mostrar a sua música, produzida com a ajuda de Yoshino Yoshikawa, situando-se as coordenadas da descolagem em territórios de jpop com travo a shibuya-kei. はじめまして, o mesmo que dizer “Prazer em conhecer”, foi a forma simpática com que esta jovem artista entrou na cabine desta viagem pelos melhores discos gratuitos de 2014 editados até agora no Japão.

O passageiro seguinte também comprou em Tóquio a sua entrada nesta viagem, no passado mês de Junho. Foi nessa altura que Ryota Mikami, que já conhecíamos como metade dos The Vegetables, editou “Buddha, Mozart and the Ladies”, um EP onde se podem ouvir samples de autores tão diversos como Mozart, Beethoven, Wagner, Nino Rota ou Duke Ellington, colados com maestria e coerência. Alguns desses foram audíveis em Choir.

02. Ryota Mikami – Choir
03. Emerald Four - Astral Tones For Mental Therapy

Atravessámos pacificamente a distância entre Tóquio e Quioto para embarcar outra das felizes novidades que nos chegaram com o Verão. Canções de embalar, drones, shoegaze e chill wave em doses generosas resultam na mistura contagiante que é o som dos Emerald Four, que nos presentearam Astral Tones For Mental Therapy.
Feita a terapia e continuando a subir de altitude, deslocámo-nos para paragens próximas para encontrar os passageiros seguintes. É na cidade de Osaka que, desde 2011, se podem ouvir os Cananga Node e, desde o mês passado, também os podemos continuar a ouvir em qualquer parte do mundo, uma vez que editaram o seu EP “Archimedes”. Foi com o tema dedicado ao astrónomo grego que prosseguimos viagem, cruzando os céus do post-rock japonês.

04. Cananga Node – Archimedes

De Osaka rumámos ao nordeste da ilha de Honshu, mais concretamente à região de Sendai, para perceber o que os Chibastation chamam de música sexy, scum, new wave. Provas tiradas com o embarque deste projecto, com ショボい人.

05. Chibastation - ショボい人
06. For Tracy Hide - さらばアトランティス鉄道

Desde o seu lançamento, foi possível encontrar em lojas espalhadas um pouco por todo o Japão cópias de “In Fear Of Love” que, pela sua qualidade ou por serem gratuitas, rapidamente esgotaram. No entanto, os For Tracy Hyde não quiseram desiludir os fãs e optaram por facultar o download gratuito deste EP, que assim chegou aos nossos ouvidos. Indie japonês no seu melhor, numa convivência feliz de pop e electrónica, por vezes com um travo de Madchester que a banda reclama ser infuência no seu som.
Já o passageiro seguinte passou grande parte da sua carreira arredado do colorido mundo da pop, dedicando-se antes ao classicismo do violino e do piano. Hara Kana estreou-se este ano no EP “梅雨の過ごし方”, um guia para passar a estação das chuvas que compôs a par com Unimi. A cuidada e gratuita edição teve a mão da Unelma, editora discográfica cujo objectivo é disseminar o que acha ser interessante, independentemente de género e formato. Foi assim que no porão desta aeronave encontrámos roupas, livros e música, que nos chegaram de Osaka.

07. Hara Kana – Sweet Drops
08. Gecko – Monochrome

Dentro das várias compilações editadas este ano, existem várias dignas de menção. Uma das que mais curiosidade suscitou à equipa de bordo foi o segundo volume da compilação “Shikisai” que a influente editora Kusanone editou. Dentro desta colecção de novas jóias de música electrónica, encontrámos um tema a cargo do patrão da Tokage Records. Wataru Sato também se movimenta nas teclas do piano, mas gosta de as misturar com vozes e sons electrónicos. Foi assim que entrou nesta viagem, com o cartão de embarque contendo o seu nome artístico Gecko.
E se já tínhamos embarcado o pé direito, não poderíamos deixar o pé esquerdo de fora. Lados aleatórios de um mesmo EP, voltámos a “梅雨の過ごし方” para escutar a presença de Unimi, duo formado algures na Primavera de 2013 por Shinomiya Motomare e Yumemiflower, que insistem em marcar o seu próprio ritmo, em tons electrónico-melancólicos. O cartão de embarque que possuíam era de uma delicadeza digna das melhores artes do Japão: não se tratava de um CD ou cassete, mas antes um marcador de livro com um código para download das músicas. O conceito aprofunda-se no site da Unelma, onde podemos usufruir de outros conteúdos e, por exemplo, juntar à música de Unimi e Hara Kana sugestões de leituras para atravessar a época das chuvas que dá nome ao seu EP conjunto. Foi desse conjunto de canções que veio o bilhete de Unimi, Window: um convite para, por momentos, desviarmos os olhos dos livros e olharmos lá para fora.

09. Unimi – Window
10. Junya Nishimura – Sea

Foi preciso cruzar o mar para que o novo EP de Junya Nishimura tivesse edição. O nipónico, no entanto, tem-se mantido bastante activo durante este ano, contando já com vários registos compostos em torno do computador e teclados, editados quer por mão própria quer, por exemplo, pela Mimi Records, responsável pelo EP “Vanish” onde fomos buscar inspiração. Esperamos que, como a equipa de bordo, tenham aproveitado estes relaxantes minutos para um chá.
Com a aterragem iminente, ainda houve tempo para um último olhar (ou audição) pelo melhor de 2014 até agora. Ma Tilda assina os seus discos de rock psicadélico e improvisado como Kouhuku Na Jinsei e chegou mesmo a tempo de desejar uma Good Night. Notas calmas para nos levar até à pista, não sem antes vos lembrarmos que temos novo embarque marcado para o próximo Sábado, depois das 21h. Até lá, nós por cá - e por lá, no Japão - despedimo-nos esperando que a viagem desta semana tenha sido do vosso agrado e que continuem a embarcar connosco rumo à música do país do Sol Nascente.

11. Kouhuku Na Jinsei – Good Night

NARITA #398 by Ogata Tetsuo on Mixcloud

domingo, agosto 24, 2014

NARITA #397

Esta semana paratimos do Aeroporto Internacional de Tóquio, Narita em direcção às paisagens nipónicas do post rock e do math rock.

01. Mono - Nostalgia
02. eksperimentoj - note
03. Nuito - Tangpoo
04. Downy - faixa 4
05. Hyakkei - Machi no Akari
06. Tricot - Artsick
07. Lite (feat. Caroline) - Arch



08. Miaou - not not not
09. Miaou - Small dream (sun glitters remix)

sexta-feira, agosto 22, 2014

Yoko Ishida em Portugal

O Clubotaku anunciou recentemente que Yoko Ishida, a voz conhecida pelos temas “Otome no Policy” ou “Watashi ni Dekiru Koto” dos anime Sailor Moon e Strike Witches, Yoko Ishida, vai estar no evento “Iberanime OPO 2014” a realizar nos dias 11 e 12 de Outubro, no Multiusos de Gondomar.

Ao longo da sua carreira a cantora de 40 anos já lançou 4 álbuns e quase duas dezenas de singles onde se destacam alguns dos maiores sucessos da artista. Destacamos “Towa no Hana” do anime Ai Yori Aoshi e “OPEN YOUR MIND” de Ah! My Goddess.

Deixamos o videoclip do tema que fez parte da banda sonora do anime Ah! My Goddess.



quinta-feira, agosto 14, 2014

Vôo adiado

A tripulação do vôo com partida do Aeroporto Internacional de Tóquio avisa todos os passageiros que o vôo do próximo sábado (dia 16 de Agosto) será adiado para a próxima semana por motivos desportivos e ínicio do Campeonato de Futebol 2014/2015.

Pedimos desculpas pelo incómodo e voltaremos para a semana com mais um vôo sobre a música japonesa.

sábado, julho 26, 2014

NARITA #395

Enquanto nos acostumamos aos portões de embarque do terminal de Verão da Rádio Universidade de Coimbra, viajamos por entre as novidades que nos chegaram das terras de sol nascente. A lista de passageiros apresentou bilhetes comprados já em 2014 e a equipa de bordo conferiu os cartões de embarque com curiosidade e atenção!

Partida do terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Youmlaut - From Russia With Love
02. LLLL - Far From Now
03. Shelling - Misty Cats
04. The Novembers - 今日も生きたね
05. Effe - Cumulonimbus
06. Amber Gris - The Oath
07. Lillies and Remains - Don't Go
08. Dramatic Alaska - Tokyo Wander
09. Polysics - New Melody
10. Fujifabric - Surrender

domingo, julho 20, 2014

NARITA #394

Partimos do Aeroporto Internacional de Tóquio já em horário de verão (sábados 21h00-22h00 G.M.T) e convidá-mos alguns dos nomes que estiveram em destaca na última década do século XX.

01. Fantastic Plastic Machine - There must be an angel
02. Takako Minekawa - Fancy Work Funk
03. Ken Ishii - Enso online
04. Local Sound Style - Sympathy
05. L'Arc En Ciel - Blurry Eyes
06. Rocket K - Video kill the radio stars
07. Holidays of Seventeen - Therefore, it goes like this
08. Advantage Lucy - Everything



09. Globe - Sayounara

domingo, julho 13, 2014

NARITA #393

Última viagem no calendário de inverno. Para a semana volta a grelha de Verão, por isso nada melhor do que comemorar com música a fazer lembrar esta estação do ano. Deixamo-nos contagiar pelo estilo Shibuya-kei...

01. Midnight Bowlers - Bowlers in space
02. Les 5-4-3-2-1 - Bond Street
03. Kahimi Karie - Alcohol
04. Pizzicato Five - Concerto
05. Sweet Robots Against The Machine - Hello Baby
06. Snakeman Show - I Like Japan



07. Takako Minekawa - Fantastic Cat
08. Hajime Tachibana - Moog Power
09. Cornelius - The Microdisneycal World Tour
10. Jumbo - Boy from Ipanema

domingo, junho 29, 2014

NARITA #391

Eis a lista de passageiros que partiram do Aeroporto Internacional de Tóquio - Narita para mais uma hora de música japonesa.

01. Volo - Our night
02. 8 Doogymoto - Minimalistico
03. Shin Takai - Dr. Moter-ship
04. Hair Stylistics - Hair Stylistics Revolution no. 9
05. Haruomi Hosono - Atom talk
06. Y.M.O. - Be a Superman
07. Sketch Show - Gokigen Ikaga 123



08. Cornelius - Star Fruits Surf Rider
09. Takagi Masakatsu - J.F.P.
10. Aoki Takamasa - I'm just a tiny dust
11. Katsuhito Chiba - Flutter

sábado, junho 14, 2014

NARITA #389

No vôo de hoje oferecemos um VOUCHER para um jantar para duas pessoas no Restaurante Two:Su.Shi no Hotel Tivoli em Coimbra (ver post anterior para saber como ganharem este Voucher).

Embarcaram pela primeira vez alguns nomes da música electrónica japonesa da actualidade:

01. Sugai Ken - Zuisen
02. Cherryboy Function - The Endless Lovers <505>
03. Mantis - Dub Industry
04. Cuushee - Swiming in the room
05. Hayato Tsuji - Someone who rings ice bell



06. Salyu x Salyu - s(o)un(d) beams
07. Carre - Sea Sea Sea
08. Up-Tight - Part III
09. Miyavi vs. Kreva - Strong
10. Auto - Things happen at night

NARITA #389 by Ogata Tetsuo on Mixcloud

Passatempo Voucher Sushi


O NARITA oferece um voucher oferecido pelo Restaurante Two:su.shi (Hotel Tivoli) em Coimbra ao primeiro email a chegar à nossa caixa de correio (naritaruc@yahoo.com) até domingo (15 Junho) às 00h.

Para ganharem o voucher de um jantar para 2 pessoas sem bebidas baste responderem a estas duas perguntas:

!. Em que ano começou a ser transmitido o programa NARITA na RUC?
2. Qual o nome da alga utilizada na confecção do sushi?

Juntamente com as respostas devem enviar o vosso nome, B.I. e contacto telefónico. Os vencedores serão avisados via email até 3ªfeira (dia 17 de Junho).

sábado, maio 24, 2014

NARITA #387

Numa semana em que recebemos notícias menos boas vindas do Japão, procurámos uma viagem cheia das boas novidades discográficas dos últimos meses no Japão. Muita música nova, com regressos surpreendentes e passageiros (cada vez mais) frequentes!

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. The Novembers - Kyou Mo Ikitane
02. Nightmare - Lulla[by≠bye]
03. Ego-Wappin' - Neon Sign Stomp
04. Buck-Tick - Victims Of love
05. Moi Diz Mois - Divine Place
06. Moi Diz Mois - Agnus Dei
07. Dramatic Alaska - Tokyo Wander
08. Polysics - New Melody
09. Spyair - Imagination
10. Plastic Tree - Rinbu
11. Kra - Sayonara

terça-feira, maio 20, 2014

Morreu K

O mundo da música japonesa e em especial os fãs do Visual Kei estão mais pobres a partir de hoje com a súbita partida do guitarrista K, membro da banda visual kei Moi dix Mois. Ainda não se sabe pormenores da sua morte, a única informação que se sabe é que ele morreu em casa. O velório será privado e o funeral será para parentes e amigos próximos.



K, representava o “dark side” dos Moi dix Mois. A sua popularidade quer no Japão quer no Ocidente era enorme não só devido ao seu virtuosismo e poderosas habilidades de guitarra, mas também à sua forte personalidade e seu senso de humor inteligente.

A banda cancelou o seu próximo concerto que iria ser no dia 24 de Maio no duo MUSIC EXCHANGE em Shibuya.

Que descanse em paz.

sábado, maio 17, 2014

NARITA #386

Porão repleto de guitarras, baixos e baterias, sinal claro que esta semana os passageiros de viagem estavam ligados ao Indie Rock japonês, em várias das suas vertentes.

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. The Boys Age - Fake Gold Pt.1 Wonderful Life
02. メトロオンゲン - Metro
03. Molice - Unknown Rope
04. Jimmy Funk Love - 諦めG.G.
05. Garinoise - 月光のブルース
06. Texas Pandaa - After Reflection
07. DMBQ vs Hysteric Glamour - Second Journey
08. Nacano - Sweetheart
09. Fragments - Brandnew Days
10. スクラフィー - モノローグ

domingo, maio 11, 2014

NARITA #385

Apenas a família da Whereabout Records ( http://whereabouts-records.com )teve direito a partir do Aeroporto Internacional de Tóquio, NARITA.
Uma hora a viajar pelas paisagens sonoras ambientais e improvisadas da etiqueta da capital japonesa.

01. Psychedeism - White Stone
02. Psychedeism - Dawn Chorus
03. The Beautiful Schizophonic and Yui Onodera - Washing in slow colors
04. El Fog - Time, Memory
05. Atrem - Station
06. Atrem - Under cover of winter's night
07. Doi Itsuqi - Hakalame
08. Yuiko - Harmonia
09. Yuiko - Higurashi and bullfrogs
10. Yu Kadowaki - Tori no Kane

sábado, maio 03, 2014

NARITA #384

Esta semana só recebemos passageiros com viagem reservada em 2014 - espaço às novas edições japonesas, com muitas novidades no porão de carga.

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Art-School - Intro ~ Hate Songs
02. Negicco - Life Is Candy Travel
03. The Black Horn - Blank Page
04. Flumpool - Ashita E No Sanke
05. Acidman - Everlight
06. Effe - Floating Girl
07. Vampilia - Dizziness Of The Sun (feat. Tujiko Noriko)
08. Lullatone - Falling Asleep With A Book On Your Chest
09. Fujifabric - Surrendeer

sábado, abril 26, 2014

NARITA #383

Esta semana os passageiros trouxeram o conforto a bordo, disfarçando as músicas dos the pilllows, banda que este ano comemora 25 anos de actividade!

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Kaminarigumo - Akanai Tobira No Mae De
02. A Flood Of Circle - Blues Drive Monster
03. Union Square Garden - Fool On The Planet
04. Syurispeiloff - Carnival
05. The Bohemians - No Substance
06. White Ash - White Ash
07. Scarborough - Energia
08. Hige - Srange Chameleon
09. Fukurouzu - Hybrid Rainbow
10. Base Ball Bear - Funnny Bunny
11. Weaver - Scarecrow
12. 9mm Parabellum Bullet - Instant Music
13. Tokyo Karankoron - Non Fiction

sábado, abril 19, 2014

NARITA #382

Por motivos de força maior, o vôo desta semana nao pôde levantar. Ficámos em terra e regressámos ao mesmo destino do vôo NARITA #381.
Pedimos imensas desculpas aos passageiros de bordo que escolheram a nossa hora para viajar, prometendo retomar as ligações regulares já no próximo Sábado.

sábado, abril 12, 2014

NARITA #381


Viagem em piloto semi-automático, numa hora com diversas paragens para outros tantos passageiros!

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Boom Boom Satellites - On The Pain ted Desert
02. Henry Tennis - The Electronic Flute
03. Water Melon Group - The Gate Of Japonesia
04. Agatsuma - Solitude
05. SAMPS - Frail Life
06. Kariu Kenji - 2008
07. Maikotobranco - Bruised Wings
08. Water Melon Group - Never On Sundays
09. Jonica - Marguerite

NARITA #381 by Ogata Tetsuo on Mixcloud




NARITA #380

Um vôo rasante e planante de exploração de paisagens sonoras do país do Sol Nascente.

01. Ryuichi Sakamoto - Energy Flow
02. Motoro Faam - ...and evaporation
03. Chihei Hatakeyama - Ghostly Garden
04. The Beautiful Schizophonic and Yui Onodera - Dreaming in the proximity of mars
05. Yui Onodera - untitle #1
06. aus - Beyound the curve
07. 8 Doogymoto - Minimalistico
08. Ryuichi Sakamoto - War & peace (Aoki Takamasa rmx)

sábado, março 29, 2014

NARITA #379

Todas as semanas, a tripulação de Narita levanta voo em direcção ao Japão, com comitivas de excelência a bordo. Esta semana quisemos contar-vos um pouco sobre uma das companhias com quem nos cruzamos nos céus do Japão e não só: a Japan Airlines.

Partida do terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!



01. Judy and Mary - Sobakasu

Fundada em 1951, a Japan Airlines é actualmente a maior companhia aérea da Ásia, mas começou por fazer rotas domésticas. Inicialmente, a frota da companhia consistia em poucos aviões arrendados, o que mudou quando, em Setembro de 1952, o primeiro Douglas DC-4 chegou ao aeroporto internacional de Tóquio, com o nome de baptismo de Takachiho. Recordando os primeiros anos de aviação, levantámos voo com passageiros cuja primeira letra do nome coincide com o código da companhia, como é o caso de Judy and Mary e de Janne Da Arc.

02. Janne Da Arc - Furimukeba...
03. Jazztronic – Things We Like

A actual frota da Japan Airlines conta com mais de 200 aeronaves, entre Airbus, Boeing, Embraer e McDonnel Douglas, estes últimos essencialmente usados nas rotas domésticas. Se o logotipo da companhia, o tsurumaru ou cisne dentro de um círculo, sofreu pequenas alterações ao longo do tempo, já alguns doa aviões conheceram autênticas transformações na sua pintura, sendo bastantes os casos de decoração especial para promover programas de televisão, bandas ou causas mais nobres como o turismo no Japão. Sempre presente, no entanto, é a inscrição que representa uma das preocupações da Japan Arilines: a companhia apoia a UNICEF e todos os seus aviões o constatam. Entre as muitas decorações exóticas, existe uma linha em particular que merece destaque, a da JALways, a operadora de voos charter que decorou os aviões que viajam essencialmente para resorts no Hawaii, Oceania e Sudeste Asiático com motivos tropicais e a inscrição Reso’cha, uma aglutinação de Resort Charters. Entrámos numa destas aeronaves e passámos ao A, já que os passageiros seguintes eram nem mais, nem menos, que A Hundred Birds.

04. A Hundred Birds - In The Sky (feat. Ten)

No começo da vida da Japan Airlines, as principais rotas de operação eram domésticas, com voos diários de ida e volta entre Tóquio e Sapporo, Tóquio e Fukuoka (com passagem por Osaka) e Tóquio e Osaka, esta última a ligação mais frequente com 3 viagens diárias. Actualmente, há um total de 59 destinos no Japão para onde podem voar nesta companhia, com rotas dentro e entre ilhas que permitem aos passageiros chegar a praticamente todos os cantos do arquipélago. Já nas rotas internacionais, as opções também são diversas. Para que possam ficar com uma pequena ideia, de Narita a Japan Airlines voa directamente para mais de 30 destinos, entre o continente europeu, americano e, claro, os vizinhos países da Ásia e Oceania.
Não foi, no entanto, preciso voar entre destinos para juntar as passageiras que se seguiram. De cidades bem próximas chegaram Ami Suzuki e as Buffalo Daughters, a fazer jus ao A, letra intermédia do código da Japan Airlines.

05. Ami Suzuki with Buffalo Daughter - God Luna
06. Advantage Lucy - Oolt Cloud
07. Apnea – Night Landing

Se já referimos que existem aviões da Japan Airlines com decoração alusiva a programas de TV, o reverso também é verdade e é habitual ver a companhia como cenário em séries televisivas. Quase sempre são dramas em torno da vida das hospedeiras, sendo as mais famosas a série Attention Please, criada nos anos 70 e retomada em 2006 e a muito popular Stewardess Monogatari dos anos 80. Já que falamos de entretenimento, aproveitámos para experimentar o MAGIC, o sistema audiovisual a bordo que permite usufruir dos mais recentes filmes e vídeos, jogos e programas áudio. Procurámos no menu e encontrámos a última letra do código da Japan Ailines, o L de Les Cappucino.

08. Les Cappuccino - Move Move Move
09. Lillies and Remains - Human Intellect

Para além do apoio à UNICEF, a Japan Airlines também tem tido um papel importante no apoio interno. Um dos mais recentes projectos de cooperação e solidariedade está relacionado com o grande terramoto que em 2011 atingiu a costa de Tōhoku. Imediatamente após a catástrofe, a companhia colocou à disposição as suas aeronaves para transporte de passageiros mas também de carga, essencial para ajudar os sobreviventes. No entanto, a ajuda não se esgotou neste auxílio imediato, tendo sido colocados em acção no terreno vários projectos para ajudar à recuperação da área devastada, como o projecto do algodão. Sendo uma planta resistente à salinidade, que actualmente limita o uso do solo na área afectada pelo tsunami, o seu cultivo e aproveitamento tem sido apoiado e incentivado, numa tentativa de ajudar a economia local, retomando a agricultura e o emprego na região.
A ajuda foi o mote para o final da nossa viagem. A hora de chegada foi a prevista, já que estávamos a bordo de uma aeronave da companhia mais pontual do mundo. Voltamos a voar na próxima semana, Sábado, depois das 21h. Até lá, nós por cá, e por lá, no Japão, despedimo-nos, esperando que a viagem desta semana tenha sido do vosso agrado.
Para o final de viagem e consequente aterragem, a prometida ajuda: Help, a cargo de Love Psychedelico, que fecham o código da Japan Airlines – JAL.

10. Love Psychedelico - Help!
11. Lullatone - Tiny Glaciers

NARITA #379 by Ogata Tetsuo on Mixcloud

domingo, março 23, 2014

NARITA #378

Um vôo onde os convidados são "sósias" musicais de artistas ocidentais. Uma hora a sobrevoar as novas trajectórias de alguns clássicos da música do Velho Continente e das Américas.

Partida do terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Haruomi Hosono - Close to you
02. The Emigrants - Dancing Queen
03. Salt Lake - Ceremony
04. Shione Yukawa - No Surprises
05. Yoshihiro Asako (Bon Voyage) - Smell Like Teen Spirit
06. Jumbo - Boy from Ipanema
07. Cubismo Gráfico - Ave Maria
08. Baguette Bardot - Comic Strip
09. Fumie Hosokawa - Poupee de Cire Poupee de Son
10. Mansfield - Take On Me
11. Yasuharu Konishi - I Want You Back



12. Shione Yukawa - Don't Look in Anger

sábado, março 15, 2014

NARITA #377


Esta semana, as linhas aéreas que vos ligam directamente ao Japão foram contactadas para efectuar um transporte muito especial. Em vez de passageiros humanos, tivemos penas, barbatanas e muitas patas à mistura. Entregues à bicharada, descolámos para um voo zoológico.

Partida do terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

Dōbutsu é o termo geral para nomear os animais em japonês. Começámos a nossa viagem pela herpetofauna nipónica, bastante rica e diversa. Os anfíbios e répteis estiveram representados por “Frogs”, na descolagem a cargo de Daisaku Yoshino.

01. Daisaku Yoshino – Frogs
02. Sleep Warp – Seize The Scorpio

Sasori é um bicho que impõe respeito a muitos, que em português chamamos de escorpião. Os Sleep Warp convidaram-nos a capturarmos este invertebrado, uma tarefa que pode revelar-se mais complicada do que parece. Mais fácil, ou se calhar nem tanto, será apanhar borboletas. Estes insectos, da ordem Lepidoptera, são motivo de inspiração para muitos pela sua beleza e no Japão o seu encanto não escapa aos olhos quer dos entomólogos quer dos artistas. Com mais de 300 espécies conhecidas no arquipélago, seria difícil não encontrarmos uma nesta viagem. A “Butterfly” desta semana foi capturada pelas delicadas redes das Kokohana.

03. Kokohana – Butterfly
04. Table Music Meeting – Cabbage Butterfly
05. Mono – A Thousand Paper Cranes

Um dos animais com mais simbolismo para os japoneses é a garça que, não por acaso, é o animal que a maioria dos orientais e ocidentais associa ao origami, com os muito conhecidos e repetidamente dobrados tusrus. A verdade é que as garças ou cisnes de papel são símbolo de sorte, havendo lendas que falam de recompensas para quem construir mil destes pequenos animais em origami. Curiosamente, a tarefa de construir esta quantidade de cisnes em origami foi utilizada pela agência espacial japonesa como teste para os candidatos a astronauta, já que acaba por reflectir tanto a paciência como a destreza dos mesmos. Noutros voos, podemos ver garças um pouco por todo o céu do Japão, sejam as várias espécies existentes no país ou as que podemos ver pintadas nos aviões da Japan Airlines, que escolheu a garça de coroa vermelha, ou Tanchōdzuru em japonês, para seu símbolo. Os Mono trouxeram-nos mil cisnes de papel para a cabine e nós agradecemos a oferta, esperando que possa significar longa vida à tripulação de Narita.
Continuámos a olhar para o batimento de asas e prosseguimos viagem com mais aves, anilhadas por The Potone!.

06. The Potone! – Go Run Bird
07. Apartment – Sleeping Bird

Da longa lista de mais de 600 espécies de aves registadas nas ilhas, conseguimos detectar cerca de duas dezenas que só existem no Japão. Águias, tordos, garças, corujas, faisões, pica-paus, gaios ou pombos, muitos deles em risco de extinção, são visões raras mas possíveis se estiverem atentos aos céus nipónicos e se, acima de tudo, respeitarem o seu habitat. A pensar exactamente nisto, a BirdLife International, organização ambiental que visa conservar e proteger a biodiversidade de aves e os seus habitats, criou 3 áreas endémicas de aves no Japão, nas ilhas de Izu, Ogasawara e Ryukyu. Sobrevoámos com especial cuidado estas regiões, de modo a não perturbar as condições ambientais tão fulcrais para a conservação destas aves-raras japonesas, enquanto conhecemos melhor as aves que tínhamos a bordo, trazidas pelos Elekibass.

08. Elekibass – Birdy
09. 54 Nude Honeys – Surf Cat

Entrámos na secção de mamíferos e, mais concretamente, dos felinos. Também aqui encontramos bichos extremamente raros, como o gato de Iriomote, uma subespécie de leopardo que vive exclusivamente naquela ilha do Japão, no mais pequeno habitat conhecido para um gato selvagem, cuja área não ultrapassa os 290km2. Também raro e muito ameaçado é o gato de Tshushima, ou Tsushima Yamaneko, alvo de um programa governamental de protecção desde 1995. Para este gato selvagem existem, inclusivamente, sinais de trânsito especiais que alertam os condutores para que tenham maior precaução quando viajam em áreas onde este animal pode ser visto. No entanto, e apesar dos muitos gatos selvagens com que nos podemos cruzar no Japão, um que apenas poderemos ver em jardins zoológicos é o leão. Mesmo que este felino só exista naturalmente em África, não deixa de tentar morder os passageiros de Narita. Claro que foi apenas uma mordida musical, com os dentes afiados dos Determinations.

10. Determinations – Lion Bite
11. Apartment – Winter Wolf

Nesta viagem zoológica de Narita nem tudo são histórias com final feliz no que toca a conservação de espécies. As duas espécies conhecidas de lobos no Japão, o de Ezo (ou Hokkaido) e o de Honshu, extinguiram-se no início do século XX, apesar de ainda hoje haver quem reclame avistar lobos pelas ilhas. Epidemias levaram a que estes mamíferos desaparecessem da fauna natural o que, por outro lado, permitiu a expansão das populações das suas presas, como os veados que, hoje em dia, atingiram uma dimensão estável no Japão, podendo até ser avistados em áreas urbanas.
O azar de uns é a sorte de outros, lembrando-nos que, na Natureza, tudo está interligado. Poderia ser esta a mensagem desta viagem zoológica de Narita.

Voltamos a embarcar no próximo Sábado, com o portão de embarque a abrir às 21h. Até lá, nós por cá e por lá, no Japão, despedimo-nos, esperando que a viagem desta semana não vos tenha causado alergias mas tenha sido do vosso agrado.

12. Guitar Wolf – Planet Of The Wolves
13. Shoulder Hopper - '67 Beetle

NARITA #377 by Ogata Tetsuo on Mixcloud



sábado, março 08, 2014

NARITA #376

Internacionalmente celebrou-se o dia da mulher e, por isso mesmo, a tripulação de Narita decidiu prestar um tributo às mulheres nipónicas convidando uma lista de excelsas representantes da música que se faz por terras do Sol Nascente no feminino.

Partida do Terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

O papel da mulher no Japão sempre foi bastante submisso e orientado para a vida familiar. Tal como em muitos outros pontos do globo, no entanto, este papel tem vindo a mudar e as mulheres têm vindo a emancipar-se, adoptando papéis mais decisores na sociedade. Esta semana embarcámos apenas passageiras e a primeira escolheu o lugar da janela na descolagem. Dos subúrbios de Tóquio chegou Anna Yamada com boas premonições sobre este passeio.

01. Anna Yamada – 予感
02. Misia - Everything
03. YeYe – Uminami

Às mulheres japonesas foi dado o direito de voto em 1946, tendo o século XX sido um ponto de viragem para muitas das barreiras que impediam as mulheres de competir ou singrar como os homens japoneses. Acesso à educação e a condições iguais às do género masculino têm sido lutas com alguns frutos, mas ainda persiste na sociedade japonesa a tendência histórica da mulher se dedicar aos filhos - e não à sua profissão - enquanto as crianças crescem. Apesar de tudo, muito mudou nas últimas décadas e a prová-lo estão as passageiras de hoje. YeYe, vinda de Kyoto, tem uma carreira estabelecida desde 2010, sendo independente ao ponto de tocar tudo o que ouvimos em Uminam.

Antes dela, uma presença habitual nestas viagens que quase dispensa apresentações. Misia é uma das maiores e mais queridas estrelas femininas do Japão e para isso muito contribui a sua incrível voz, mas também a sua personalidade voltada para as causas humanitárias e ambientais. No embarque de Misia pudemos ouvir Everything, tema que sobressaía no seu disco "Marvelous", de 2001.

Yuki Kawana, teclista da banda de pop-rock alternativo Yucca, encontrou em 2008 o seu espaço a solo na música. Inspirada por muitos ícones musicais do pós-rock, é neste género que se sente mais à vontade e é aí que encontra a sua força. I Became Strong foi o seu bilhete para esta viagem, uma expressão que bem poderia servir de mote para muitas mulheres no Japão do século XXI.

04. Yuki Kawana – I Became Strong
05. Laranja – The Moon: Chord No. 79

Poderíamos estar a cruzar os céus da América do Sul, mas a verdade é que a responsável pelos minutos de agitação tropical que experimentámos nesta viagem vive na insuspeita cidade de Sagamihara, na província de Kanagawa. A música brasileira, mais concretamente a bossanova ou a MPB são, de facto, as grandes inspirações de Yoko Yamazaki, mais conhecida no mundo musical como Laranja.
Ainda com um travo de bossanova, mas temperado com um pouco mais de jazz e um je ne sais quois de França, prosseguimos viagem com outra mulher cheia de talentos – Kaori divide a sua vida entre a ilustração, o design e a música, onde a conhecemos como Dahlia. Eta Carinae leva-nos ao espaço, às estrelas e nebulosas.

06. Dahlia – Eta Carinae
07. MiChi – We Will Rock You

Em trânsito quase permanente entre o Reino Unido e o Japão, talvez pelo pai britânico e mãe japonesa, Michiko Sellars aproveitou a boleia para connosco fazer a travessia, misturando uma banda britânica com as produções de música de dança japonesas. MiChi é o seu nome de palco e agitou a cabine com a sua versão para We Will Rock You.

Continuámos na senda dos talentos japoneses no feminino, ainda a tempo de entrar na pista de dança. Foi por lá que encontrámos Ayaka Ikio, que, quando não está a trabalhar como modelo, deslumbra musicalmente na cena electro-pop do Japão. Spiral Storage poderia causar um turbilhão na viagem, mas a equipa de Narita verificou todas as medidas de segurança, pelo que foi possível aproveitar para alongar os músculos antes da aterragem.

08. Ayaka Ikio – Spiral Storage
09. SAWA – Discovery

Passos de dança e coreografias bem treinadas – foi Sawa Kouchi quem nos deu o ritmo que nos fez praticamente chegar ao destino. Para o final da viagem feminina, deixámos uma funky girl, Shiho Fujisawa que nos levou até ao destino com LUV&MSC.
Voltamos a embarcar no próximo Sábado, com o portão de embarque a abrir às 21h. Até lá, nós por cá e por lá, no Japão, despedimo-nos, esperando que a viagem de hoje tenha sido do vosso agrado e contando voltar a ver-vos em breve.

10. Shiho Fujisawa – LUV&MSC

NARITA #376 by Ogata Tetsuo on Mixcloud

sábado, março 01, 2014

NARITA #375

Em dia de aniversário da Rádio Universidade de Coimbra, a tripulação de Narita distribuiu prendas pelos passageiros. No ar durante a viagem desta semana trouxemos novidades em edições nipónicas, como habitualmente, sem acrescento no preço do bilhete, num voo no mundo das netlabels e edições digitais.

Partida do terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

Perdido no seu quarto em Fukuoka, American Green foi encontrado pela Lost Children, uma netlabel que clama que a arte, como o conhecimento, deveria ser gratuita para todos. “The White Mists Became A Bright Light” invoca a emoção, amor, esperança e sensação de flutuar que enchem o quarto em Fukuoka, onde os sintetizadores geram álbuns desde 2007. The Dinosaurs Celebrate You abre este novo trabalho de American Green e deu o mote para a celebração dos 28 anos da RUC, também no Japão.

01. American Green – The Dinosaurs Celebrate You
02. American Green - The Clock Tower And The Stars
03. Morimoto Naoki – A Wonder

A Totokoko existe desde o início de 2010 e tem aproveitado o seu lugar no ciberespaço para distribuir arte nas suas mais variadas formas, desde as artes gráficas e fotografia à música. Aproveitámos para conhecer dois passageiros cujo bilhete tinha o carimbo da Totokoko. O primeiro, Morimoto Naoki, chega-nos da Disney de Tóquio, a cidade piscatória de Urayasu e é responsável pela mais recente edição da netlabel, um EP de três faixas intitulado “Wonder”, onde se incluem A Wonder e Raintronica.

04. Morimoto Naoki – Raintronica
05. Hico – Banjo & Contrabass

Músicas para a vida quotidiana, para levar no leitor portátil de música – é assim que Hico apresenta “Modus”, o mini-álbum que preparou para a Totokoko. Hico resume a sua carreira profissional em três vertentes: compositor, multi-instrumentalista, criador de faixas. Das cinco que compõem a quadragésima terceira edição da Totokoko, escolhemos duas músicas que ilustram toda a produção deste talento de Osaka.

06. Hico – Organ & Ensemble
07. Kazuki Uchida – Luq

Em Osaka encontramos também Kazuki Uchida, alguém para quem a fotografia e a música são o verdadeiro sentido da vida. ”A Trip And Tea” é o literal nome que atribuiu ao seu último EP, três músicas para ouvir enquanto se degusta um chá ao serão. Tempo então para a equipa de bordo servir alguns refrescos, no momento em que atravessámos a metade da viagem.

08. Kazuki Uchida – Ape
09. Ykymr – Swimming The Swimming Pool Of Fog

No porão encontrámos uma edição fresquíssima da Mimi Records. A netlabel portuguesa deu espaço a Ykymr para que, três meses depois do lançamento de “Autumn Leaves”, tivesse nova edição. “We were Seeing The Sea Beyond The Fog” é o nome deste álbum de composições hipnóticas, incluindo a que nos acompanhou: Swimming The Swimming Pool Of Fog. Dissipado o nevoeiro, mas ainda debaixo da chuva que tem acompanhado o Inverno, encontrámos os últimos passageiros. Eram dois, mas voaram em conjunto sob o nome de Parasol, vindos directamente da cidade-irmã de Aveiro, Oita. “I Close My Eyes To See You Again” é o primeiro disco do duo e foi também a banda sonora para a aterragem do voo. Nova descolagem está já autorizada, no próximo Sábado, às 21h. Até lá, nós por cá e por lá, no Japão, despedimo-nos, esperando que o percurso desta semana tenha sido agradável e esperando encontrar-vos de novo a bordo em breve.

10. PARASOL – Summer Rain
11. PARASOL - Waiting

NARITA #375 by Ogata Tetsuo on Mixcloud


Omedetō gozaimasu RUC!

domingo, fevereiro 23, 2014

NARITA #374

Por motivos alheios o vôo NARITA #374 foi obrigado a ter o mesmo destino do vôo NARITA #368 por esta situação ter ocorrido pedimos imensas desculpas aos passageiros de bordo que escolheram a nossa hora para viajar.

Prometemos compensar-vos a seu tempo.

segunda-feira, fevereiro 17, 2014

NARITA #373

Viajamos hoje com o grande cicerone da música electrónica japonesa Haruomi Hosono que decidiu convidar estes artistas para o vôo de hoje.

01. Electric Company - I Shall Choose Myself
02. Gutevolk - Musical Balloon
03. Miharu Koshi - Sonnette
04. Miharu Koshi - Bonne Nuit Minouche
05. 8Doggymoto - Minimalistico



06. Guerrilla-Chang - Fragment Star
07. DMBQ - Annular Music (Sex'N'Rule Mix)
08. Sketch Show - Gokigen Ikaga 1 2 3
09. Aoki Takamasa - I'm Just A Tiny Dust
10. Hair Stylistics - Hair Stylistics Revolution no. 9
11. Cornelius - Bird Watching At Inner Forest

domingo, fevereiro 09, 2014

NARITA #372

Viajamos em velocidade de cruzeiro durante 1H sobrevoando as paisagens sonoras de alguma electrónica de norte a sul do país do Sol Nascente. A partida é feita do Aeroporto Internacional de Tóquio, NARITA.

01. Fureasteen - Obscure the score
02. Yosi Horikawa - Dropping
03. Hiroshi Sakaguchi - The moment of other world
04. ykymr - I'm lucky
05. Individual Orchestra - Up and down and up



06. Rilf - Orange murmur
07. Food Pyramid - E-Harmony
08. Tomoyasu Takanishi - Memoir

sábado, fevereiro 01, 2014

NARITA #371

Viagem em piloto automático, com novas compilações colectâneas escondidas (e reveladas) no porão de carga.

Partida do terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Spool with Janie - (Falsely Similar) A Duplicate Mirrors
02. Old Janie - Sea Bed
03. The Boys Age - The Desk Poet
04. Mitsuru Shimizu - Kaiwa
05. Gallery Six - Re:( from a cape )
06. DUB-Russell - Mid Arrays KICK
07. Rawpass - Today Is The Day
08. Janie and Ayumi - Tefu Tefu
09. Yusuke Nishiyama - Drift
10. Yokotsuka Yuuya - Walk Noisily
11. AUCHRE - WayBack
12. Free Babyronia - Soleado

sábado, janeiro 25, 2014

NARITA #370

Voo praticamente preenchido com passageiros com bilhete adquirido pela Ano(t)raks mas com espaço para alguns corajosos intrusos que vão viajando graças às ondas das suas edições no Bandcamp. Indie e electrónica, com edições de 2013 e até de 2014 a encherem o porão!

Partida do terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Mamayo - Hey Minory
02. ホシナトオル - +1
03. Superfriends - Sweet Mary's Song
04. Foodie - 虫歯のこどもの誕生日
05. Sir Oriental Orchestra - 君は射手座
06. Terukuni Makino - 20121016
07. Stabilo - Albus
08. Kazuki Uchida - Luq
09. 發展 - Theme Remix
10. Tourist & Soundtracks - 海を見下ろす丘
11. Sir Oriental Orchestra - In The Summermood (Misaki Mix)
12. カナタトクラス - 風物詩 (Shachong Remix)

NARITA370 by Ogata Tetsuo on Mixcloud

domingo, janeiro 19, 2014

NARITA #369

Avisamos desde já que a viagem de hoje será bastante turbolenta, mas segura. Grindcore, Hardcore e Punk serão alguns dos pontos de passagem que sobrevoaremos nesta viagem com partida do Aeroporto Internacional de Tóquio, NARITA.

01. Vivisection - Motive Force
02. Vivisection - Domesto
03. 7✮7 - #14
04. Bathtub Shitter - Fireworks
05. Grind D.C.P.S. - Devote For Dazzlemenial Dawn
06. Gang Up on Against - 24 Hours
07. C.P.S - Ko-Mong
08. Doinglife - Get Up Rudy
09. Doinglife - Tommy Got His Gun
10. Melt Banana - Trash or not?
11. Melt Banana - Plotcake
12. Absurdgod - Roam Wiz Cindy
13. 7✮7 - Destination of Sorrow

NARITA_369 by Ogata Tetsuo on Mixcloud


sábado, janeiro 11, 2014

NARITA #368

Dedicamos este voo com partida do Aeroporto Internacional de Tóquio - NARITA, à família Wonderyou (http://naturebliss.jp/wndu), uma sub-label da editora Nature Bliss da cidade de Tóquio.

01. NETWORKS - Ab-Rah
02. EXPE - Formura
03. Ohanami - A Nebulous Vase
04. KUFUKI - Dai-Haku-Ryoku
05. Astral Social Club - Rubber Lagg Remixed by KUFUKI
06. Ohanami - Pegmatite
07. NETWORKS - Bill

sábado, janeiro 04, 2014

NARITA #367

A primeira viagem do novo ano trouxe em revista alguns passageiros que se fizeram notar no Japão em 2013. Tempo para fazer balanços e perspectivar os voos de 2014!

Partida do terminal 107.9. Aeroporto Internacional de Tóquio: Narita!

01. Fantastic Plastic Machine - Streamliner
02. Fantastic Plastic Machine - Like A Virgin
03. CRUNCH - Utakata (remix by Sayoko-Daisy)
04. Cuushe - I Dreamt About Silence
05. Masayoshi Fujita - Snow Storm
06. Yosi Horikawa - Summer In 1987



07. Towa Tei - Apple (With Ringo Sheena)
08. Sakanaction - Music
09. Melt-Banana - Infection Defective